De férias em Beltrão curtindo o colo da mamãe coruja Vânia e dos avós Francisco e Virginia, Tassia veio na M’Star Models  para nos fazer uma visita e contar um pouquinho sobre a carreira, vida de modelo e expectativas da sua próxima viagem.

M’STAR: Tassia como tudo começou?
TASSIA:  então, no começo eu não queria ser modelo (risos), mas todo mundo dizia para eu tentar a carreira. Minha mãe e eu, saímos de casa para ir ao clube, e passando em frente a agência minha mãe resolveu entrar para pedir informações  sobre as aulas de etiqueta, claro que ela já estava pensando no curso Profissionalizante para eu seguir carreira. Eu muito tímida nem quis descer do carro, então o Peterson (irmão da Daiane – Scouter da agência) pediu para eu entrar e tirar uma foto.

M: Qual foi a sensação?
T: ah eu era muito nova, não entendia muito bem o que estava acontecendo, mas por insistência da Mary (fundadora da agência)  eu acabei me inscrevendo no curso, com o intuito de ter aulas de postura e etiqueta.

M: E você gostava das aulas?
T: Bom, confesso que no inicio eu não fazia muitas coisas por causa da timidez. No decorrer do curso me apaixonei pelas aulas de passarela, ficava treinando em casa, minha mãe acompanhava tudo... quando dei por mim era uma aluna muito aplicada.

M: Você é citada para as novas modelos como aluna exemplar. O que mais lhe traz recordações dessa época?
T: Eu lembro das aulas de vídeo, eram muito divertidas. Meu grupo fez um comercial de detergente (dançando, risos) Muito engraçado. Fizemos também uma apresentação de teatro e uma apresentação como se fosse repórter, minha noticia era da morte de um ator de Hollywood e emocionou a Mary. Assim eu fui perdendo a timidez.

M: E como iniciou sua carreia a nível nacional?
T: Durante o meu curso um Booker amigo da Daí veio para Beltrão fazer um casting com algumas modelos. A Daí me apresentou, mas na época eu tinha acabado de fazer uma cirurgia no olho, usava aparelho e tinha muitas espinhas. Ele avaliou meu perfil e eu fiquei em acompanhamento com a minha agencia mãe (M’STAR).

M: Nessa fase de acompanhamento o que aconteceu?
T: Me cuidei, fiz tratamento com dermatologista, tirei o aparelho dos dentes, tudo sempre com acompanhamento da Dai. Também fiz alguns trabalhos a nível regional. Meu primeiro trabalho foi um comercial de um termas, passei um dia na piscina gravando, descendo um tobogã, cheguei em casa torrada de sol, meu primeiro cachê foi de R$ 10,00 almoço e lanche (risos). Inicio de carreira é assim mesmo.

M: E São Paulo, como aconteceu?
T: Quando a minha Scouter (Daiane) achou que eu estava preparada encaminhou uma foto minha do desfile Sudoeste Mostra Moda que fiz em 2005, para o mesmo Booker (Léo), então a Agência de São Paulo me chamou depois de um ano de acompanhamento. Fui para conhecer a agencia  e voltei. Alguns dias depois voltei com minha mãe e já fiquei morando na casa das modelos.

M: Na sua chegada você fez logo de cara trabalhos Super Importantes:
T: Pois é, no segundo dia que eu estava em SP, meu Booker me levou para um casting só para eu ver como funcionava, disse que eu não faria o casting, e acabei fazendo os melhores desfiles.

M: Drean team era um concurso promovido pela TIM celular e Paulo Borges que é o Idealizador do SPFW, você foi uma das vencedoras, conta como foi?
T: Foram selecionadas 15 meninas e 15 meninos New Faces, para participar do concurso, nós éramos apresentados a todos os estilistas e produtores do SPFW e eles escolheram duas meninas e dois meninos. Dos quatro ganhadores eu sou a única que ainda estou modelando. Nessa temporada eu fiz 9 desfiles no SPFW. 

M: Qual a sua rotina hoje em SP?
T: Então, não existe uma rotina. Até me estabilizar financeiramente, morei no apartamento da agencia com mais 12 meninas, era uma bagunça, meninas de vários estados, culturas diferentes. Aprendi a me virar sozinha. Sou filha única, sempre fui muito mimada pala minha mãe e meus avós, foi muito difícil aprender a cuidar das minhas coisas. Agora eu divido o apartamento com uma amiga que também é modelo. Morar em SP não é fácil, tenho vários castings por dia e na maioria das vezes preciso ir de ônibus. Minha mãe é a minha agenda, as vezes estou no ônibus e ligo pra ela “mãe que casting eu tenho agora?”, “esqueci o endereço do trabalho”.(risos)

M: Você tem namorado, adoramos conhecê-lo, ele é especial. Como ele lida com a situação de namorar uma modelo?
T: Demorei muito tempo para namorar, no inicio de carreira não da para pensar nisso. O Rafa era meu vizinho, tudo começou com uma briga no elevador (risos). Estamos namorando a mais de dois anos, ele me apóia em tudo, é minha família em SP. Às vezes ele vai assistir aos meus desfiles, fica todo orgulhoso, adora ver minhas fotos e fica feliz por mim a cada trabalho ou viagem.

M: Hoje você faz parte do casting da agência L’Equipe, nos fale sobre seus trabalhos:
T: Adoro trabalhar com a L’Equipe, o pessoal da agência é super atencioso, sempre fiz muitos desfiles, mas agora trabalhando com a L’Equipe estou fazendo alguns trabalhos comerciais. To curtindo muito fotografar, é diferente de fazer desfiles. Nos desfiles você tem que ficar horas esperando para arrumar Cabelo e Maquiagem, nas fotos tudo flui melhor, é mais rápida a produção, mas você passa horas fotografando.

M: Você já fez outras viagens internacionais, e agora está se preparando para ir para Singapura. Como estão os preparativos?
T: Está tudo pronto, estou um pouco ansiosa, já fiz outras viagens mas cada país é uma nova aventura, costumes diferentes, sem conhecer ninguém. Já pesquisei sobre a cultura e conversei com outras modelos que foram pra lá para saber como é. O coração está apertado e vou ficar com saudades do Brasil.  M: Tássia a M’star tem muito orgulho da Modelo que você se tornou, desejamos muito sucesso nessa viagem e na sua carreira sempre!